Câncer Gênito-urinário masculino (Próstata, Pênis e Testículo)

Próstata
O câncer de próstata é o um dos tipos de câncer mais frequentes no sexo masculino. A próstata é uma glândula localizada próximo à bexiga cercando a uretra na sua porção inicial. Lembra o formato de uma noz e tem como principal função, armazenar e secretar o liquido seminal (ou esperma).
Geralmente, o câncer de próstata tem crescimento lento e em fase inicial fica contido à glândula. No entanto, há alguns tipos de câncer de próstata de crescimento mais acelerado que podem se espalhar para outras áreas do corpo. Sob este aspecto, torna-se muito importante o diagnóstico o mais precoce possível.
Apesar de não se conhecer exatamente a origem deste tipo de câncer já se tem diversos fatores fortemente relacionados ao surgimento do tumor, como os fatores genéticos, por exemplo. A presença do câncer de próstata em parentes do primeiro grau aumenta a probabilidade de diagnóstico desse câncer em 18%.
Os fatores ambientais e nutricionais tem sido alvo de intensas pesquisas associadas ao surgimento do câncer de próstata. Dados epidemiológicos já apontaram que o câncer de próstata tem maior incidência em regiões onde as dietas são ricas em gorduras.
No início, o câncer de próstata pode não causar nenhum sintoma perceptível.
O tratamento do câncer de próstata em fase inicial pode atingir até 90% de cura. O tratamento pode ser através de cirurgia, radioterapia ou observação vigiada em casos selecionados.
A avaliação que permite detectar o câncer de próstata é o toque retal e a dosagem de PSA (antígeno prostático especifico) no sangue.  A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), recomenda realizar esta avaliação anualmente a partir dos 45 anos de idade.
Vale reforçar que a detecção precoce aumenta de maneira significativa as chances de cura deste tipo de câncer nos homens.
Pênis
O câncer de pênis é um tipo de câncer que tem uma baixa incidência na população em geral e está relacionado há mal condição de higiene local. Também existe uma relação de associação com vírus do HPV (Vírus do Papiloma Humano) em 50% dos casos.
Apresenta-se no órgão como feridas que não se cicatrizam ou manchas. Em fases mais avançadas, pode se notar presença de nódulos na região ou em outras partes do corpo.
A prevenção consiste basicamente com a melhora higienização do órgão com água e sabão (cf: Campanha da SBU  insere link da  Campanha SBU)
A avaliação clínica pelo médico urologista definirá os tipos de lesões e manchas, bem como a localização e disseminação do tumor.  O tratamento pode ser feito com ressecção da lesão ou remoção total do órgão em casos avançados.
Testículo
Câncer de testículo é um termo utilizado para denominar a neoplasia de células germinativas que correspondem a mais de 95% dos casos de tumores testiculares. Trata-se de um tumor sólido, que aparece com mais frequência em adultos jovens. Ultimamente, nos países ocidentais, tem-se registrado um aumento da incidência deste tipo de neoplasia em homens jovens.
Ainda não se conhece exatamente as causas deste tipo de câncer, mas há indícios que relacionam os tumores testiculares a condições ambientais, tabaco ou exposição a ambientes de fumantes, má formação testicular (presentes em algumas síndromes) e fatores genéticos.
O diagnóstico precoce através do exame urológico clínico e os exames de imagem; bem como a identificação do tipo de tumor (estudo histológico) são fundamentais para a determinação do prognóstico e tipo de tratamento a ser seguido. Qualquer sintoma suspeito ou relacionado aos testículos deve ser cuidadosamente investigado pelo médico urologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *